Arquivos

Categorias
Todas as mensagens
 Início

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 DICIONÁRIO DA CRISE
 A crise de 29 por José Mindlin
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog do Cao Zone
 


Brasil x Argentina: um jogão de bola... Mesmo fora do campo!

 

     Deus sempre foi... Brasileiro mas, o papa agora é... Argentino. Ambos os países contam com muitos craques da bola, porém, só o Brasil tem o "rei" Pelé... Mas só a Argentina tem o "deus" Maradona. A seleção "alve-celeste" é apenas "Bi". Levou em casa, em 78; e no México, em 86. A "canarinho" já é "Exa".  Ganhou em 58, na Suécia; 62, no Chile; 70, no México; 94, nos Estados Unidos e 2002 na Coreia/Japão. Eles jogam atualmente com o Messi, nós com o Neymar. O  primeiro já chegou lá, o segundo está a caminho.

     O sistema educativo argentino, como um todo é superior ao brasileiro, mas no ranking das 100 maiores universidades do mundo aparece uma do Brasil, a USP - Universidade de São Paulo. Da Argentina nenhuma.

     Eles já ganharam cinco Prêmios Nobel, dois da Paz, dois de Medicina e um de Química. O Brasil necas de bitibiribas.

     Alguns inventos são de origem argentina: René Favarolo inventou o marca-passo.  László Bíró, um húngaro naturalizado argentino, aperfeiçoou a esferográfica. Outros são a impressão digital; o ônibus; e claro, o doce de leite. No Brasil temos Santos Dumont - o pai da aviação!

     O cinema argentino lustra duas estatuetas do Oscar da Academia de Hollywood:  "A História Oficial", 1985, de Luís Puenzo; e "O Segredo Dos Seus Olhos", 2013, de Juan José Campanella. Já o Brasil, mesmo já tendo disputado com seis filmes, em nove modalidades, nunca arrematou nenhuma estatueta, e foram filmes como: "O Pagador de Promessas", 1968; "O Quatrilho",1996; "O Que É Isso Companheiro", 1998; "Central do Brasil", 1999; "Cidade de Deus", 2004; e "O Dia Em Que Meus Pais Saíram de Férias", 2008. Mas, nossa Sônia Braga, já subiu ao palco do então Teatro Kodak, e apresentou as indicações de uma categoria ao Oscar de 1987.

     O nosso escritor Paulo Coelho atingiu a marca dos 100 milhões de livros vendidos. O grande deles, Luis Borjes, não chega nem perto mas, aí temos a questão de estilos... Tanto um como o outro... São culturalmente... Diferentes. Diz-se que em Buenos Aires existem mais livrarias que em todo o Brasil. Porém o jornal diário Folha de S. Paulo e a revista semanal Veja trabalham com tiragens infinitamente maiores que os congêneres argentinos.

     Eles têm o desenhista Quino, do contagiante clube da Mafalda. Nós o Maurício de Sousa, da serelepe turma da Mônica.

     Na música temos a "Bossa Nova", de João Gilberto, Tom Jobim, Vinícius de Moraes. Eles, o "Tango", de Carlos Gardel, Ignácio  Corsini e Agustín Magaldi. Músico de sucesso no exterior, como o brasileiro Sérgio Mendes. E o argentino Gato Barbieri. Eles não têm um rei como o Roberto Carlos! Mas, um excepcional músico, Astor Piazzolla.

     O Brasil quase chega em 200 milhões de habitantes distribuídos em 8,2 milhões de km2. A Argentina apenas passa um pouco de 40 milhões de habitantes, em 2,7 milhões de km2.

     O PIB, em USD/2011, no Brasil bateu em 2,5 tri, chegando a 6ª economia mundial. Na Argentina bateu em 0,7 tri, chegando na 27ª economia mundial. Mas per capita, o Brasil não passou da 53ª posição mundial, com 12,5 mil. E a Argentina ocupando a 51ª posição, com 17,3 mil.

     Com IDH de 0,811 a Argentina está no 45º lugar entre os países. O Brasil, em geral, com IDH 0,730, ocupa o 85ª lugar, mas, temos o DF, e os estados SC, SP, RJ, RS e PR com índices superiores ao Argentino.

     O melhor nas "steak house" portenha é o "bife de chorizo",  já nas brasileiras reina a "picanha maturada". As exportações brasileiras de carne chegarão a 2020 como 45% das exportações mundial, enquanto as dos nossos "hermanos" ficarão em 20% dessa cifra.

     O Brasil está colhendo nessa atual safra de grãos, 183,3 milhões de toneladas, e a Argentina 90,1 milhões de toneladas. Com o agravante, no Brasil houve aumento de 13,1% na safra desse ano. Na Argentina recuo de 15%.

     Somos bons no quesito "cerveja" e médios em "vinho". Eles, ao contrário são bons na "loira gelada", e muito melhores ainda na "bebida de Baco".

     A indústria automobilística brasileira se tornou o sexto maior produtor mundial, quando em 2006 produziu mais de 3 milhões de veículos. O recorde argentino foi em 2008, com praticamente, 600 mil unidades.

     A Argentina com autossuficiência plena na produção de petróleo, atingiu o pico máximo em 2009, com 0,8 milhões de barris/dia. Já o Brasil com autossuficiência não plena, alcançou seu recorde de produção, em 2009, com 2,6 milhões de barris/dia.

     Algumas empresas brasileiras mantém presença acentuada na Argentina:  Petrobras, Vale do Rio Doce, Banco Itaú, Marcopolo, Cervejaria Brahma, são algumas delas.

     O argentino Juan Manoel Fangio foi o primeiro automobilista a ganhar cinco campeonatos seguidos de F1. Nós temos o Emerson Fittipaldi e o Airton Senna.

     Em política tudo praticamente igual, alternando períodos bons e outros nem tanto, com uma ditadura no meio. Corrupção deslavada tanto aqui como lá.

     E atualmente, ambos governados por "presidenta". "A Louca da Casa Rosada",  como é conhecida madame Cristina. E "A Gerentona Que Não Gerencia Nada", como está se revelando madame Dilma. O grande político do passado, o Getúlio deles se chamava Perón. E o nosso Juan atende pelo nome de Vargas.

     Claro, agora com o papa Francisco a Argentina está podendo muito mais, mesmo assim, contrabalançarmos com nosso infalível quinteto: Chico Mendes, o ecologista; Chico Buarque, o compositor; Chico Xavier o escritor do além;  são Chico, o rio; e Chico Alves, o cantor.

     Mesmo assim a Argentina pode quase tudo... Só não pode... Levar a próxima Copa do Mundo, cuja partida final será no novo Maracanã, no Rio de Janeiro, em 2014.



Escrito por Cao Zone às 18h50
[] [envie esta mensagem
] []





O dia em que o estado inteiro de Santa Catarina chorou
     Naquele começo de noite do dia 16 de junho de 1958, pelas ondas da Rádio Nacional AM Rio de Janeiro, 1.130 kHz, as tradicionais trombetas ecoaram e entrou a voz de barítono do inconfundível Heron Domingues, até então, sem dúvidas alguma, o mais carismático locutor do jornalismo brasileiro.
    -Alô alô Repórter Esso alô...
    -Aqui fala o seu Repórter Esso... Um serviço público da Esso brasileira de petróleo e seus Revendedores... Para todo o Brasil... Repórter Esso... A testemunha ocular da história.
    -No final da tarde de hoje, a torre de comando do aeroporto Salgado Filho, localizado na cidade paranaense de São José dos Campos, nas cercanias da capital Curitiba perdeu contato com o voo 412 da Cruzeiro do Sul, procedente de Florianópolis, com destino à São Paulo e escala nesse aeroporto.
    -Numa listagem preliminar embarcara em Florianópolis, o senador e ex-presidente da República, Nereu Ramos; o governador do Estado de Santa Catarina, Jorge Lacerda; o deputado Federal, Leoberto Leal, mais 23 passageiros e cinco tripulantes.
    -Alô alô Repórter Esso alô...
    -Aqui falou o seu Repórter Esso... Um serviço público da Esso brasileira de petróleo e seus Revendedores... Para todo o Brasil... Repórter Esso... A testemunha ocular da história.
    No correr da semana ficou-se sabendo que aquele voo feito num Convair 400, prefixo PP-CEP ALCION, com apenas 4 meses de uso sofrera um fenômeno meteorológico, naquela época ainda desconhecido, mas que hoje se sabe, tratar-se da chamada “Tesoura de Vento” (Vind Shear), no final da curva de aproximação fez com que a aeronave fosse arremessada ao solo.
    Nereu de Oliveira Ramos, 1888-1958, advogado e político catarinense da UDN, deputado Estadual, Federal, vice-presidente do Brasil, governador do Estado de Santa Catarina, interventor, senador, vice-presidente do Senado e presidente da República.
    Com o suicídio de Getúlio Vargas em 1955; o impedimento do vice-presidente Café Filho, e do presidente da Câmara Carlos Luz; e sob liderança de Lott, Nereu assume a presidência da República de 11 de novembro de 1955 à 31 de janeiro de 1956.
    Sendo o único catarinense a chegar nesse posto até então. Depois o conterrâneo, Márcio de Sousa Melo fez parte da junta militar que governou o país de 31 de agosto a 30 de outubro de 1969.
    Nesse acidente aéreo morreram todos os cinco tripulantes e 18 dos passageiros, sobrevivendo apenas sete, mas, nenhum dos políticos.
    E assim, feito o samba “Madureira Chorou”, 1958, Cavalinho & Júlio Monteiro: Catarina chorou... Catarina chorou de dor... Quando a voz do destino... Obedecendo ao divino... A sua estrela chamou... Catarina chorou.



Escrito por Cao Zone às 15h53
[] [envie esta mensagem
] []





Deus falou... Está falado... Padre Marcelo no próximo papado!
     A igreja Católica, 1,2 bi de seguidores, 2 mil anos de estrada... Claro que vai muito bem!
     Já o papado do Bento 16, intrigas, corrupção... Sem dúvidas foi muito mal!
     Nesses tempos de pré-conclave, a mídia especula por mudanças mas, não se esqueçam, mudar para tudo ficar exatamente como antes, sempre foi a grande explicação para esses dois principais avanços da igreja Católica descritos acima.
     Então os dogmas deveriam ficar no que estão. O principal nessa hora seria o diálogo com os fiéis. O novo papa deveria ser um pop star, para transformar os cultos em manifestação que tocasse o coração e a mente dos seguidores.
     Quando a juventude sentir que a missa, agora, tem alma e ritmo de balada, vai se identificar e frequentar.
     O restante vem por gravidade.
     E quem pode ser o executor dessa pequena grande transformação? Quem, em última estância, já faz exatamente isso? Quem inflama as multidões em suas missas, transformadas em espetaculares cultos à alegria e a felicidade?
     Já que ser católico é justamente isso: ser alegre e feliz!
     Só pode ser aquele que hoje já é exatamente do balacobaco! Do ziriguidum! Do telecotéco! Do borogodó!
     Claro, o nosso padre Marcelo.
     Então...
     Se Deus já falou está mais do que falado... Escolham logo o padre Marcelo para o próximo papado!

SEGUINDO O TWITTER DA MINHA NONA NINA:
     Não é à toa... Que o feminino de ateu... Não é atoa!
     Falando nisso, um grupo de ateias seria...  Alcateia?



Escrito por Cao Zone às 14h02
[] [envie esta mensagem
] []





FIDEL NO CÉU? - O dia do acerto final entre o ditador cubano e a jusrtiça divina.

Fidel acabara de finalmente morrer e, na antessala lá de cima, conversava com São Pedro que, folheando o livro da vida do ditador, ia se assustando com o tamanho da desgraça.
-Seu Comandante… Mais de 150 mil cubanos assassinados?
-Seu Fidel… Um país inteiro na rua da amargura?
-Seu Castro… Todos vivendo de biscates?
São Pedro ia folheando o livro, lendo as atrocidades e Fidel tremendo como vara verde, afirmava positivamente com a cabeça.
De repente, São Pedro fecha o livro, se levanta e diz:
-Vai homem… Entra… O céu é todo seu!
O ditador sanguinário não compreende e nervoso pergunta:
-Quem eu? Vou poder entrar no céu? É uma pegadinha?
São Pedro responde: 
-Vai sim… Mesmo cometendo todos esses pecados, que são muitos e bem cabeludos, notei que na última página do seu livro está anotado, que o senhor também colaborou, mesmo de maneira enviesada, na contramão da história mas, colaborou na constituição dessa maravilha de pessoa a… Yaoni Sánchez… Por essa, digamos assim, digmidade para com a blogueira, o senhor está liberado para entrar no céu mas, não apronte, caso contrário sou obrigado a entrega-lo para o coisa ruim.
E assim temos, por causa da Yoni Sánchez, o seu Fidéu foi parar no céu!

SEGUINDO O TWITTER DA MINHA NONA NINA
“Yaoni… Brasil es para ti… Con afrecto de… Nina”.

 



Escrito por Cao Zone às 17h12
[] [envie esta mensagem
] []





Procurando Nemo
     Antigamente as ruas entoavam uníssonas: -"O PT é meu amigo... Mexeu com ele... Mexeu comigo"!
     Mais recentemente algumas “figuraças” do partido foram sentenciadas as penas de reclusão, uma delas, o seu Zé Dirceu tentou colocar a militância nas ruas, mas nada conseguiu, pelo Brasil a fora, de cima à baixo, não vimos ninguém comparecer.
     Sistematicamente também está acontecendo o mesmo com aquele famoso batalhão de choque do PT... Mexeu com ele... Mexeu comigo...
     Claro que os já condenados pelo Mensalão são cartas fora do baralho, mas, e aquela turma toda que costuma frequentar, aos domingos, os eternos churrascos da Granja do Torto?
     E agora, necas de bitibiribas: alô deputado Ricardo Berzoini onde está você? Dona Ideli Salvatti a senhora tomou Doril? Oh senador Eduardo Suplicy o senhor nunca mais cantou! Não está na mídia... Está sumido seu Eduardo Greenhalgh! Dona Gleisi Hoffmann, a senhora sempre tão falante, não vai dizer nada não? "Até tu" Aloizio Mercadante? Caladinho feito sanhaço na muda! Deputado Vicentinho o senhor ainda está vivo? Professor Luizinho o senhor escapou do Mensalão...E do PT? Alô seu Antonio Palocci você está aí? E uma pena, adorava ouvir aquelas besteiras da dona Marta Suplicy!
     Como se diz, em naufrágios, os ratos são os primeiros a abandonar o navio.
     Sobrou mesmo só o seu Rui Falcão, aquele disco furado que "fala" sempre a mesma coisa. O seu Eduardo Cardozo que "fala", "fala", mas não diz absolutamente nada, e o seu Gilberto Carvalho que só "fala" o que não deveria.
     Bem, temos ainda o ex-barbudo, mas esse não vai dizer coisa alguma, pois como todos sabem, ele não sabia de nada!
     Como podemos ver, o PT está sendo implodido. E se trata de coisa de dentro para fora. Está mesmo sobrando só os caquinhos.
     Ou como diria a boca maldita da minha nona Nina: "Arde?... Já vais tarde”.



Escrito por Cao Zone às 11h42
[] [envie esta mensagem
] []





Um poste, mas com vocação para pau-de-sebo
     Quando o ex-barbudo vazou que o presidente que iria substituí-lo seria a dona Dilma Rousseff, a biografia dela me venceu.
     Uma gerentona nascida nas gerais, mas com performance de trabalho nos pampas, logo pensei, será ela um misto de JK com Getúlio?  Seria tudo que o Brasil precisava... Uma mineira gaúcha na boleia!
     A mídia logo encampou esse “poste”, o filho dileto do seu ex-barbudo que iria iluminar todo o Brasil!
     Depois vieram os detalhes, a mineira gaúcha na boleia dessa carreta chamada Brasil começou a fazer parada em tudo que era posto de gasolina ao longo da viagem, até que se empoleirou nesse em que está atualmente, não segue adiante, nem desocupa o recinto!
     Quando a nossa “sheriff” ameaçou colocar na cadeia todos os bancos que não baixassem os juros. Foi louvada. Agora veio a conta, juros não se baixa por decreto, e com os bancos na “muda” todo o resto da economia se retranca também. E deu nisso que está dando!
     Com aquele primeiro relatório, o tal do "pibinho da dona Dilma", até que passou na brincadeira, mas com esse agora, o PIB é fraco demais, já estão falando até que para melhorar vai ser necessário acordar defunto. Nossa, o Brasil está mesmo... Encalhado!
     Sem dúvida alguma o PIB é um problema, mesmo se considerarmos que se trata daquilo que realmente é, ou que seja aquela frase enigmática, um... Perfeito Idiota Brasileiro.



Escrito por Cao Zone às 15h32
[] [envie esta mensagem
] []





Pílulas de Vida do Dr. Ross.  Algumas coisas que eu sei sobre... O nascimento de Jesus Cristo
     Os Filhos de Deus considerados Salvadores, originados de Virgem que se tornaram Grandes Mestres, nasceram em data próxima de 25 de Dezembro. Isso ocorreu com religiões da China, da Índia, do Egito e também com o cristianismo. A escolha pela mística do solstício de inverno (natalis invicti Solis), que ocorre próximo a essa data no hemisfério norte. Onde a noite é maior que o dia, quer dizer, depois de um longo período de trevas, aparece finalmente a luz... O salvador.
     O Concílio de Niceia da Bitínia, que em cima das festas pagãs formatou os eventos do cristianismo. Escolheu justamente a Saturnália, a festa solar do "natalis invicti", em honra ao deus Saturno, e que era comum à troca de presentes entre os fies.
     Conta-se a história de que como os três reis Magos levaram 12 dias para chegar até a cidade de Belém com os presentes de ouro, mirra e incenso para o menino Jesus, esse era o tempo de comemoração do Natal de antigamente.
     E foi o Papa Júlio I, que em 350 dC proclamou o dia 25 de Dezembro como a data oficial do nascimento de Jesus Cristo, e em 529 dC o imperador romano Justiniano declarou feriado nacional.
     Com o advento do capitalismo, os comerciantes aproveitaram essa data, e a transformaram nessa espetacular fonte de comercio, e temos o Natal, como o conhecemos hoje. O dia em que se convencionou a festejar o nascimento de Jesus Cristo!



Escrito por Cao Zone às 22h35
[] [envie esta mensagem
] []





A eleição nos EUA e a troca de comando na China
     Vivemos nesse final de ano dois importantes acontecimentos político mundial, como se fosse um alinhamento de planetas no sistema solar, com toda a perturbação e incertezas que esse fenômenoo causa no cenário em que está inserido.
     Vemos os dois maiores "players" do comércio, os EUA, através de eleição para presidente entre seus dois maiores partidos político, o Democrata e o Republicano. E a troca de comando na China, organizado pelo seu Politburo.
     Um deslize nessa área poderá ter consequências desagradáveis na economia.
     Uma coisa de imediato esses dois eventos contém em comum: far-se-á de tudo... Para nada mudar... E tudo continuar como está!
     Embora o novo governo ao assumir, tanto de um lado, como do outro terá distintos problemas pela frente. O dos EUA deverá trabalhar de imediato na questão que é mais importante para aquele país, a ampliação do seu mercado de trabalho.
     Já a China, o mais premente é conseguir um jeito de crescer sustentadamente.
     São dois problemas de difícil solução? Sim são! Mas já é de consenso da comunidade mundial o caminho a ser trilhado.
     Os EUA deverão deixar a indústria de bens de consumo, para concentrar-se na de alta tecnologia e na área de serviços. Já a China, o caminho está no design do produto. A elaboração de um arrojado desenho industrial passa pela remodelação de todo o processo manufatureiro. Tudo o que os chineses precisam.
     Não vai ser fácil para os EUA essa transição, mas podemos notar que é justamente os EUA que exibe o maior número de ganhadores dos prêmios Nobel, já que convivem com a mais numerosa elite do pensamento, também são os possuidores das mais bem organizadas universidades, sem contar que trabalham com a mais atuante indústria de softers.
     Já a China para conseguir seu intento vai ter que contratar quadros externos.
     E aí entra a sinergia, o produto pode ser layoutado nos EUA e fabricado na China. Como já é feito em de pequena para média escala hoje em dia.
     Mas não podemos nos esquecer de que numa segunda etapa, os EUA irão pensar também em produzir no mercado mexicano e no europeu, esse fatalmente, pela crise atual, terá que atualizar a questão dos custos interno. Atualmente o México já desponta com alguns custos inferiores ao da China, o que precisa é aumentar a capacidade instalada.
     Se o governo eleito nos EUA vai conseguir esse intento, depende, podemos afirmar que se for o Obama, ao menos ele perseguirá esse caminho. Já se for o Romney a dúvida está no ar. Mas aí parece que os deuses estão conspirando a favor. O Romney ganha no voto popular por pequena margem, mas Obana leva a presidência pelos votos do colégio eleitoral.
     Na China o problema terá solução mais fácil, pois o futuro primeiro mandatário Xi Jinping, já disse a que veio.
     E o Brasil onde entra nisso?
     Se apresentar como uma opção ao México não dá, a carga tributária nãodeixa! A logística emperra! O parque instalado é pequeno! O equipamento já está desatualizado!
     Precisa urgentemente passar de exportador de "commodities" para produtos de maior valor agregado.
     Mas como fazer isso?
     Sito o caso das leguminosas, ao invés de serem prensadas a quente, poderiam usar a tecnologia a frio, isso tiraria o produto da categoria de"Óleo Comestível", e colocaria-o na de "Azeite de Cozinha". Além de ter mercado internacional, o preço seria do nível do "Azeite de Oliva".
     Mas esse é apenas um caso, no cardápio de exportação brasileiro poderiam ser revistos muitos, muitos outros.

 



Escrito por Cao Zone às 14h11
[] [envie esta mensagem
] []





Ainda a eleição para prefeitura de São Paulo    
     Após a "ditabranda", em que a eleição voltou a ser "direta", na cidade de São Paulo só quem conseguiu emplacar seu conseguinte foi o Maluf com o Pita e o Kassab que reelegeu-se.      
     Os demais todos que tentaram a reeleição ou de candidato apoiado pelo mesmo partido não conseguiram.
     Observando o então elevado PIB nacional dessas duas épocas descritas acima; considerando o agora "pibinho da dona Dilma"; cruzando com o acontecido nessa última eleição, em que houve uma renovação de cima a baixo, no Brasil inteiro a reeleição fracassou, podemos também dizer que, o elemento principal, aquele que mais influenciou no resultado dessa última eleição paulistana, foi mesmo o fator econômico.
     Economia em baixa, logo influenciam os negócios municipais, pois sem aporte de dinheiro federal não existem obras, e sem obras, na primeira oportunidade o eleitorado emigra para alguma coisa que ele considera "o novo".
     Mas claro, o resultado de uma eleição é produto de vários fatores... O Kassab jogou contra... O Lula bateu um bolão... O Serra não deveria nem ter sido  escalado pro banco de reservas... Os “torcedores” do time perdedor se deixaram abafar pela torcida oposta... A "CBF" entrou em campo junto com o time vencedor...
     E um detalhe importante, o time perdedor considerava que alguns procedimentos da "FIFA" semanas antes do jogo, iriam influenciar a seu favor no resultado, mas... Isso não aconteceu.



Escrito por Cao Zone às 13h48
[] [envie esta mensagem
] []





Afinal, nós somos governados por idiotas?
     O ex anarquista e co autor do livro "Manual do Perfeito Idiota Latino Americano", Alberto Vargas Lhosa diz que estamos voltando a ser governados por idiotas sim.
     Na proporção que esses "novos" caudilhos populistas tipo Chávez, Evo, Ollanta, Cristina, se eternizam no poder, vimos cometerem os mesmo erros que cometeram os "velhos" caudilhos do passado.
     E isso os torna, "um perfeito idiota latino americano"!
     Mas, quais seriam esses erros?
     Pasmem, é quase tão perigoso como falar de corda em casa de enforcado: “o estado não pode ser o proprietário dos grandes recursos naturais do país”.      Nossa... Vou ser fuzilado no paredon...
     Mas calma minha gente, isso tem tudo a ver. Observem o exemplo da Petrobras, enquanto aqueles velhinhos desfilavam pra cima e pra baixo na av. Rio Branco com cartazes pendurados no pescoço dizendo coisas tipo "O Petróleo É Nosso". A dona Petrobras patinava sem sair do lugar.
     Já, depois que o dr. FHC colocou os papeis dela lá em Wall Streed, e começou  a particularizar áreas de prospecção com empresas internacionais, a coisa deslanchou nessa potencia que ela se tornou hoje.
     Nas telecomunicações foi a mesma coisa. Ou vocês não sabiam que a espera para conseguir uma ligação entre os bairros de Copacabana e de Botafogo levava dias?
     Com a Vale do Rio Doce idem, é só comparar o faturamento de antes da privatização com o de hoje. As vendas por funcionário subiram 87%.
     Como podemos ver, esse livro coloca uma bela pá de cal sobre esse tal de “marxismo”.



Escrito por Cao Zone às 11h41
[] [envie esta mensagem
] []





A Hora da Verdade
     Como os jornais noticiam, a oposição se mobiliza para pedir à Procuradoria-Geral da República investigação se Lula teve participação no esquema do mensalão.
     Parece que está chegando hora da verdade, a hora em que a onça vai beber água, a cobra fumar, a porca torcer o rabo, o menino virar homem.
     A hora da verdade, é a hora que o uirapuru canta, os sinos dobram, as trompetas ecoam, o coração dispara.
     A hora da verdade é aquela hora que a noite vira dia, a mariposa borboleta, o lobisomem homem, o vapor água.
     A hora da verdade é mesmo uma hora especial, como diria minha "nonna": "Que hora mais feliz. É hora dos biscoitos São Luis".
     Quer dizer, hora do São Luis Inácio Lula da Silva deixar de ser pinóquio... E virar gente como a gente!



Escrito por Cao Zone às 13h16
[] [envie esta mensagem
] []





Aprimorando o sistema eleitoral
     Só com eleições isentas é possível chegar-se a plena democracia.
     Depois de uma eleição, sempre vem algumas ideias sobre como lapidar o sistema eleitoral nacional.
     E para tudo na vida, nada como aplicar o velho e bom hábito capitalista de observar as coisas sobre o prisma da oferta e da procura.
     Pelo número de candidatos dessa eleição passada, está "barato" candidatar-se, logo, devemos primeiramente subir o "preço" da candidatura. Isso poderia ser feito de varias maneiras. Se numa campanha é preciso de um clipe, o candidato gasta o dinheiro para dois clipes, com a metade ele compra o clipe que precisa, e o valor da outra metade vai para um Fundo de Eleição. Só nisso, metade da próxima eleição já está devidamente financiada, sem custo algum pra “viúva”.
     Eu sempre ouvi falar que política é uma religião, e toda religião que se preze tem o "dízimo". Com ele poder-se-ia cobrir os outros 50% que estão faltando na contabilidade eleitoral, e ao mesmo tempo, "baixar" os lucros auferidos pelos políticos eleitos.
     Vai dar "Caixa Dois"? É claro que vai, mas "Caixa Dois" é crime, já existe a lei... Falta só a punição.
     Paralelamente a essas normas aqui avençadas, poderia ser colocado na contagem o voto "nulo", caso esse fosse maior que 50%, entenderíamos que os políticos desse pleito receberam uma espécie de cartão vermelho do eleitorado. Com isso, perderiam os direitos políticos por 10 anos. E se faria nova eleição com novos candidatos.
     Simples assim.
     Ter-se-ia mais algumas outras pequenas coisinhas, mas isso viria por gravidade!



Escrito por Cao Zone às 17h07
[] [envie esta mensagem
] []





A canoa furada do estrategista José Dirceu

     Esse mico que o Zé Dirceu engendrou, o ex barbudo avalizou, o Roberto Jefferson batizou de "mensalão", e que desaguou naquilo que o STF trata de "Ação Penal 470", não seria a única canoa furada que o escritor chapa branca Fernando Morais terá que colocar na biografia do seu chefe da hora, o ex deputado, cassado, condenado pelo Supremo Tribunal Federal nos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha.   
     Atualmente respondendo pelo nome de José Dirceu de Oliveira e Silva. Mas que já usou outros codinomes, um deles... Daniel.
     Bem... Corria o ano santo de 1968, e o então rei da cocada preta... Óps... Das abobrinhas... Zé Dirceu, depois de muito pensar com seus botões chegou a conclusão que queria porque queria fazer um convescote com a "thurma", daí surgiu o XXX Congresso da União dos Estudantes, num final de semana de outubro de 1968, no sítio Murundu, de propriedade do cumpanheiro Domingo Simões, na cidade de Ibiúna, à 73 km de Capital paulista.
     Depois da chegada de mais de mil participantes ao local, a coisa repercutiu de tal forma que o DOPS paulista mandou uma guarnição para o local. Isto é, uma joaninha completa, ou seja, um Fusca pé-de-boi com motorista e dois soldados. O motorista ficou chupando laranja e cuidando do veículo e os soldados escolheram os dois locais eminentemente estratégicos.
     Já que o Zé Dirceu não poderia ter definido melhor lugar para a thurma ser preza, que aquele estreito vale, os dois morros equidistantes 100 m um do outro propiciava somente entrada e saída por dois lugares, à boca sul e a boca norte, onde justamente os dois soldados se posicionaram.
     Lá pelas tantas alguém gritou:
     -A erva chegou!
     E a boiada estourou.
     O final lá em Ibiúna foi exatamente igual ao que está sendo agora no STF: todo mundo em cana.
     Como se pode notar, o estrategista José Dirceu costuma sofrer problemas de gestão, agora a casa caiu por ele escolher logo o barítono Jefferson para desafeto.
     Lá em Ibiúna deu chabu, por não prestar atenção na topografia do terreno.



Escrito por Cao Zone às 14h44
[] [envie esta mensagem
] []





FHC x Lula - um UFC pra ninguém esquecer
     As outras redes de TV(s) que me desculpem, mas hoje o grande duelo só aqui na TV Zone. O povo pediu e o UFC - Ultimate Fighting Championship organizou essa sim, a verdadeira, a original, a eletrizante luta do século: FHC x Lula. A rivalidade entre esses dois grandes lutadores é um dos ingredientes básicos para o show dessa noite. E já estamos entrando com sinal direto do Maracanãzinho...
     Galvão Bueno: -“Bem... Amigos da Rede Zooone... Agora em definitiiivo... Diretamente daqui do Maraca Baby... É o que falava-nos eu e o Casagrande, afinal o pai, o velho Maracanã, aqui ao lado, vindo de uma cirurgia plástica geral, já deixou a UTI, e se encontra em seu leito, onde se recupera firmemente, com alta prevista para meados de 2013. Inteiraço para a Copa das Confederações e a Copa do Mundo que vem aí... Se tem o pai, porque não o filho? O Baby... Grande ideia né Casagrande”-?
     Casagrande: -“Claro Galvão”-!
     Galvão: -“E aí Arnaldo Cezar Coelho, o que você me diz do árbitro dessa noite”-?
     Arnaldo: -“Aí Galvão... Esse eu tiro o chapéu... O STF - Supremo Tribunal Federal é um grande árbitro. Sem duvida alguma o principal juiz da Confederação. Tá com ele... Tá com Deus”-.
     Galvão: -“Graaande Arnaaaldo... Sabe tuuudo”-.
     Galvão: -"E aí Casagrande... O mensalão vai atrapalhar a luta do Lula"?
     Casagrande: -"Claro né Galvão, o mensalão é uma grande contusão que tira a atenção do Lula para o objetivo dessa noite. Inclusive o fazendo diminuir até o ritmo dos treinos dessa última semana"-.
     Pergunta Galvão: -“E o FHC”?-.
     Responde Casagrande: -"Temos essa luxação no joelho direito dele que foi aquela carta do Delfin Neto, na Seção dos Leitores do jornal Folha de S. Paulo. Doer não dói... Mas incomoda um pouco... A carta era sobre a história da compra de votos para o segundo mandato"-!
     Galvão: -“Ex-árbitro e nosso comentarista esportivo José Roberto Wright. O que temos sobre os lutadores”-?
     Wright: -“Obrigado Galvão. Esse Lula é um lutador de contrates. Ao mesmo tempo em que foi o pai dos pobres... Também foi a mãe dos banqueiros.  Já o FHC todos sabem, deixando-o ser aquilo que mais gosta, tudo bem”-.
     Galvão: -“E o que ele mais gosta”-?
     Wright: -“De ser o farol de Alexandria né Galvão”-.
     Wright emenda: -“Gostaria de chamar atenção para dois detalhes. O cancho de esquerda do Lula, também conhecido como a compra dos votos do FHC para o segundo mandato penso estar já fora de utilidade. Desgastado pelo longo tempo passado. Já o porradão de direita do FHC, aquele chamado de ação penal 470. Esse pode decidir a luta hoje”-.
     Wright continua:  -“Temos também aqui uma espécie de velha guarda versus nova guarda. Isso na figura dos técnicos. O do Lula, o José Dirceu, um sujeito jovem que ainda não teve oportunidade de mostrar talento. Já o do FHC, o Sérgio Motta é raposa velha no pedaço, e isso pode fazer a diferença”-.
     Galvão: -“Graaande José Roberto Wright, sempre pensando em tuuudo”-.
     Galvão assume: -"Bem... Tirando as tristezas sobram as alegrias... O juiz manda soar o gongo... E começa o es-pe-tá-cu-lo"-.
     Casagrande:- "Veja só Galvão, FHC e Lula nunca se viram assim de tão pertinho um do outro"-.
     Galvão: -"Bem... Tirando aquela vez que estiveram presos juntos né Casagrande"-?
     Casagrande: -“Mas Galvão... FHC e Lula nunca estiveram presos juntos”-.
     Galvão: -“Quem presos? Claro que não! Quem disse isso aqui? Você não entendeu Casagrande... Você está ficando surdo... Refiro-me daquela vez que o Lula ficou no DOPS... E o FHC passou pela rua em frente a caminho do aeroporto com destino ao exílio no Chile... Casa... Não se apegue as picuinhas, fique atento a dialética da coisa”-.
     Casagrande: -“Claro seu Galvão”-.
     Galvão: -“Olha lá o FHC acerta um cruzado de direita no Lula”-!.
     Casagrande: -“Claro Galvão, é o Plano Real, a principal arma de FHC. Se o Lula bobeia vai à nocaute. Ou K.O. para os íntimos. Esse Plano Real é poderoso”-.
     Galvão: -“Mas o Lula não nasceu hoje, é um nordestino matreiro sabe se defender. Usa aquele treinador de defesa, o dr. Márcio Thomas Bastos. Foi brilhante naquela jogada de dizer que não sabia de nada”-.
     Casagrande: -“Claro, Lula lá, como aqui, se defendeu direitinho né Galvão”-!
     Galvão: -“Ponto pro Lula, mas o Fome Zero, que vinha pintando ser o golpe mortal do Lula, nem se fala mais nele”-.
     Casagrande: -“O próprio Bolsa Família essa fenomenal tesoura que esmaga o inimigo, nada mais é do que um golpe criado pelo FHC”-.
     Casagrande: -“Outro golpe em que o Lula tem imitado muito o FHC é aquele das privatizações. Na época o Lula desdenhou... Agora a Dilma recriou”-.
     Galvão: -“Tem também o golpe abobrinha”-.
     Casagrande: -“Golpe abobrinha”-?
     Galvão: -“Aquele de que se diz que a classe média foi ampliada.  Mas na verdade foi apenas o índice que baixou. Agora com algumas poucas merrecas o IBGE já considera classe média. Golpe abobrinha...  Só derruba trouxa”-.
     Casagrande: -“Não podemos desconsiderar que o Lula chegou ao Sexto Lugar no ranking do UFC, na frente da Inglaterra”-.
     Galvão: -“Mas com essas últimas pífias lutas, já deve ter baixado.  O chamado pibinho da dona Dilma empurra qualquer  lutador para baixo dos 10 melhores do mundo”-.
     Casagrande: -“Mas esse estilo de luta, o redução dos juros é uma grande jogada do Lula”-.
     Galvão: -“Porém a quem diga que com a proteção do Plano Real, a redução dos juros deveria ter ido bem mais funda”-.
     Casagrande: -“Como contentar gregos e troianos”-?
     Galvão: -“Casagrande explica aqui pro nosso telespectador esse negócio que o treinador do Lula, o Zé Dirceu disse na Veja dessa semana, que tem uma grande ideia”-.
     Casagrande: -“Bem Galvão, me parece que o treinador se referia aquela técnica mais conhecida por 51”-.
     Galvão: -“Ah... Sei… 51… Uma grande ideia… On the rocks”-?
     De repente o sinal cai... Falha nossa!



Escrito por Cao Zone às 13h00
[] [envie esta mensagem
] []





     A Inauguração da Zona Norte

 

     O próprio nome da cidade contém um pequeno equívoco, São Sebastião do Rio de Janeiro, afinal, acertaram no mês, mas erraram na terminologia rio, já que se trata na verdade de uma baía.

     Mas isso é apenas um detalhe, não podemos nos esquecer de que o inventor da cidade do Rio de Janeiro foi mesmo D. João VI e sua corte, pois antes da vinda deles, nossa cidade maravilhosa era apenas uma sesmaria.

     Inclusive inaugurando em alto astral a Zona Norte.

     Que para fugir da beira mar, com receio de um possível ataque marítimo pelas tropas de Napoleão, o Monarca se instalou na antiga propriedade de Elias Antônio Lopes, quando o casarão da Quinta passou por algumas reformas e se transformou no Palácio Imperial de São Cristóvão.

     Cujo séquito costumava, aos domingos, obviamente se deslocando a cavalo, assistir missas na igrejinha do Outeiro da Glória.

     Formatando, desde então, o elementar axioma carioca: morar na zona Norte, trabalhar no Centro e se divertir na Zona Sul.

     Quando ir à missa, na época, seria a grande diversão disponível.

     Desde então a Zona Norte não mais parou, que o digam os versos dos sambas do Noel Rosa; os enigmáticos textos do filósofo Millôr Fernandes, nascido no Méier; as notas da coluna do Zózimo, no Caderno B, do saudoso Jornal do Brasil, quando relatava extasiado, grandes caravanas de dondocas da Zona Sul indo se divertir na casa de espetáculos Imperator, do descolado Ricardo Amaral, também no Méier.

     O piscinão de Ramos é outro paradigma da região.

     A Vila da Penha, quase um cantão suíço.

     Inclusive a Zona Norte poderia ser uma cidade autônoma que não faria feio. Muito mais... ouso até sonhar num país independente, a Sereníssima República da Zona Norte.   

     Falando, logicamente, um inusitado “zonanortês”, mas isso já é papo para outra coluna.



Escrito por Cao Zone às 12h28
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]